Portal Vocacional MENU
Artigos e Dicas
20/02/2013
24 super dicas para escrever bem
"Superdicas para escrever bem diferentes tipos de texto" é o nome do terceiro livro da série Superdicas, que a Editora Saraiva começou a publicar no segundo semestre de 2005. Coordenada pelo Professor Reinaldo Polito, articulista da VENCER!, a série tem como objetivo apresentar um conjunto de livros com dicas que cheguem ao leitor com linguagem leve, objetiva, facilmente compreendida por pessoas de diferentes idades e níveis de escolaridade, para serem colocadas em prática logo após sua leitura.

Ocupando pouco mais de uma página e meia de um livro pequeno – o que corresponde a aproximadamente 30 linhas digitadas numa folha de papel sulfite –, cada uma das 60 dicas abrange sinteticamente todo o conteúdo necessário para que possa atingir realmente o objetivo principal de cada livro: ajudar as pessoas a realizar bem suas atividades pessoais e profissionais. E qual é a pessoa, hoje, que não deseja falar e escrever bem? Quem é que não deseja ter boa saúde? Quem é que não quer ter sucesso profissional? Quem é que não está sempre procurando um jeito para viver feliz nos dias atuais? Quem não deseja dispor de boas dicas, ou mesmo de superdicas, quando precisa?

Você também é daquelas pessoas que passam o tempo preocupadas por ter que escrever um relatório, um comunicado, uma carta, mas nunca se sentam para escrever, vivem arranjando uma ou outra desculpa para adiar a tarefa mais um dia, mais uma semana, como se tivesse que enfrentar um bicho-de-sete-cabeças? Então vamos rever alguns conceitos!

A ESCRITA É, ANTES DE TUDO, UMA FORMA DE EXPRESSÃO

1. Pense primeiramente no que significa escrever

Qualquer que seja o texto que você esteja escrevendo, ele precisa fazer sentido para você e para o leitor. Ele vai comunicar o que você está pensando, por isso deve ser escrito com objetividade e coerência, de modo que o destinatário receba a informação exatamente do jeito que pretendeu passar.

Em função do sentido é que você vai se preocupar com a forma. Porque sempre há um jeito preciso para transmitir uma determinada ideia em um determinado momento, assim como há palavras apropriadas para estabelecer a ligação entre as ideias, fazendo o texto fluir com clareza.

Quanto mais atenção você der a seu texto, quanto mais tempo tiver para trabalhar suas ideias, melhor será o resultado do seu processo de escrita. E quanto mais você escrever, mais prazer vai ter em escrever.

2. Comunique-se por escrito com naturalidade

Quando você está ao lado de pessoas conhecidas, certamente se expressa com naturalidade, sem se preocupar em recorrer a um vocabulário que não domina, ou em construir frases invertidas, cheias de figuras de linguagem ou construções que lembram autores do início do século 18. Na comunicação oral, você se expressa com naturalidade, encadeando as frases umas às outras, procurando ser coerente ao expor suas ideias.

Assim também deve agir quando escreve. A única diferença é que você não tem à sua frente o destinatário da sua mensagem, não pode perceber de imediato se ele está ou não compreendendo o que você diz. Logo, o que você precisa, na hora de escrever, é construir seu texto de tal maneira que quem o leia possa compreender com facilidade o que você quis transmitir. E é claro que, se você é uma pessoa cuidadosa com a sua linguagem oral, será ainda mais com a sua linguagem escrita.

3. Diminua a ansiedade

Muitas pessoas fazem do ato de escrever um bicho-de-sete-cabeças porque querem ter um texto absolutamente perfeito: criativo, original, coerente, coeso, claro, objetivo, com todas – absolutamente todas – as regras gramaticais rigidamente obedecidas, para que, ao ser lido, ninguém faça nenhum comentário que possa comprometê-lo.

Se você também pensa assim, é claro que deve ficar ansioso toda vez que precisa escrever um texto. Porque um texto escrito é, antes de tudo, algo que aperfeiçoamos com o tempo. Melhor ainda: o texto é algo que não deveria nunca ser visto como algo pronto, definitivamente acabado. Um texto é algo que está sempre em construção. Tanto que, ainda quando atende a todas as normas de formato e escrita, pode ser objeto de críticas e avaliações, como ocorre, muitas vezes, com trabalhos de conclusão de curso e até mesmo com livros de autores consagrados.

Portanto, se tiver que escrever um texto, comece a agir com naturalidade. O primeiro passo é sentar e começar a escrever. Melhor ainda se você puder começar a escrevê-lo com antecedência. Assim vai poder aprimorá-lo a cada dia, deixando-o, aos poucos, do jeito que você quer.

4. Escreva logo o que precisa escrever

Se você também está sempre adiando o momento de escrever porque nunca sabe por onde começar, ou porque teme como os outros vão avaliar seu texto se não utilizar todas aquelas regras que aprendeu na escola durante as aulas de Português, uma boa dica é começar a colocar no papel as ideias que estão lhe surgindo sobre o assunto como se fosse enviá-las para alguém com quem você costuma conversar, ou até mesmo escrever e-mails, manifestando seu ponto de vista a respeito de determinados assuntos.

Se você começar a escrever para uma pessoa amiga, simulando uma interlocução, bem mais rápido do que imagina terá colocado no papel as ideias com fluência, interligadas umas às outras num texto coeso e coerente. Aí, então, bastará fazer as adequações necessárias para a finalidade a que de fato seu texto se destina.

5. Desenvolva o hábito de escrever

Uma maneira de começar a desenvolver a capacidade de escrita é relatar, diariamente, 10 ou 12 linhas sobre algo que tenha chamado sua atenção. Pode ser um fato muito importante ou simplesmente algo circunstancial que tenha chamado sua atenção. Deixe passar alguns dias e releia o que escreveu. É bem provável que sinta vontade de fazer algumas correções, algumas alterações, ainda que não pense em mostrá-lo para ninguém, simplesmente porque, no íntimo, sente necessidade de escrever sempre da melhor forma possível.

Bem mais cedo do que imagina, você terá muita coisa escrita e – o que é melhor – terá desenvolvido o hábito de escrever com naturalidade. Você vai gostar tanto da experiência que é possível até querer criar um blog (um diário virtual) para registrar as impressões sobre os fatos que mais chamaram sua atenção, compartilhando-as com outras pessoas.

6. Desenvolva o prazer de escrever

Você já parou para pensar como seria o mundo sem a linguagem escrita? Se não houvesse tanta gente escrevendo livros, artigos, reportagens, matérias científicas, relatórios, cartas, comunicados? Se não houvesse tantas pessoas dispostas a expressar sua opinião sem uma excessiva preocupação com o que poderiam dizer a respeito de seus textos?

Felizmente há muita gente escrevendo, compartilhando ideias e pontos de vista. Provavelmente essas pessoas que escrevem também passaram pelo mesmo processo de escrever que você passou na escola ou que está passando agora. É provável também que muitas pessoas tenham vivido um processo tão prazeroso de escrever que resolveram fazer deste prazer sua profissão. Estão aí os escritores, os publicitários, os jornalistas dando seu exemplo. E eles constituem uma boa fonte para que aprendamos a escrever bem.

7. Aproveite bem a leitura para a sua escrita

Quando lemos com a preocupação de extrair do texto elementos que possam contribuir com nossa atividade do dia a dia, ou mesmo contribuir com o texto que precisamos escrever, terminamos a leitura levando conosco um ou mais pontos de reflexão, tentando não só reter as novas informações com que entramos em contato, mas também procurando relacioná-las com outras informações que já tínhamos a respeito do mesmo assunto.

Um bom jeito para aproveitar o máximo de uma leitura, além de registrar as informações, é observar a forma como o autor escreveu, procurando detectar as partes que compõem o texto e o modo como foram construídas as frases da introdução, do desenvolvimento e da conclusão.

8. Desenvolva um bom vocabulário

Um bom vocabulário se consegue com boa leitura, com o hábito de registrar as informações e as palavras novas adquiridas com o contato com bons textos. Um outro processo de desenvolver o vocabulário é utilizar os bons dicionários de sinônimos, que trazem, além de palavras de iguais sentidos, as explicações gramaticais para plurais que não seguem o padrão geral, para a conjugação dos verbos irregulares e outras afins. Mas, além deles, há muitos outros a que você pode recorrer: os de antonímia, para os antônimos; os analógicos, para termos ou ideias afins; os de regência, para saber quais são as preposições que acompanham os verbos e os nomes em função de seus significados; os etimológicos, para conhecer a origem das palavras, as transformações sofridas por elas ao longo da história; os gramaticais; os de pronúncia correta; os técnicos, específicos a cada profissão, entre muitos outros. E, é claro, pode utilizar também o dicionário eletrônico, se tiver o hábito de escrever diretamente no computador. Deixe-o sempre ativado: ele é uma excelente ferramenta não só para sinônimos como também para a grafia correta, o uso de preposições adequadas e mesmo para informar a conjugação correta de alguns verbos que podem lhe causar dúvidas.

CARACTERÍSTICAS GERAIS DO TEXTO

9. Familiarize-se com o texto

Toda comunicação, oral ou escrita, se dá em forma de texto. As conversas, os diálogos, as apresentações em público, o relato da visita a um lugar interessante, o comentário de um filme, o bate-papo com os amigos são todos exemplos de textos, porque são unidades de comunicação coerentes, desenvolvidas em torno de um assunto, têm uma sequência, uma organização, uma intencionalidade, apresentam um significado para os interlocutores num determinado contexto ou numa determinada situação.

Sempre que você lê um texto, mesmo que não se dê conta, está em contato com algumas características básicas muito importantes para a sua organização, dentre elas, a situacionalidade ou contextualidade; a intencionalidade; a informação; a coerência e a coesão.

Verificar, principalmente, se um texto situa o leitor, se traz informações pertinentes, se tem coerência e coesão é muito importante para que ele seja aceito por diferentes leitores.

10. Deixe o leitor a par do que você está tratando

Frequentemente dominamos tão bem um determinado assunto que, quando vamos escrever sobre ele, pensamos que a pessoa que o vai ler tem o mesmo domínio que nós temos, e aí, deixamos de situar o leitor em relação ao que estamos querendo transmitir.

Ainda que você acredite que quem vai ler o seu texto tenha um bom conhecimento sobre o assunto, não deixe de escrever algumas linhas iniciais para familiarizá-lo. E mais: não pule etapas, pensando que vai dizer o óbvio, que isso o leitor já sabe. Pense sempre que o leitor não pode nunca adivinhar o que você está pensando. Ele só pode entender seu texto a partir do que foi escrito.

11. Manifeste (ou simule) sua intenção

Quer seja o texto oral, quer seja o texto escrito, ele sempre é desenvolvido em função de uma intencionalidade do autor. Esta intencionalidade muitas vezes vem explícita, como é o caso, por exemplo, dos comunicados, que costumam trazer bem claros os seus objetivos. Outras vezes esta intenção vai sendo descoberta aos poucos, por uma leitura atenta, feita até mesmo nas entrelinhas, como é o caso de muitas crônicas, de muitos contos.

Quando estiver escrevendo, pense se vale a pena explicitar suas intenções logo no início ou deixar que o leitor as descubra pouco a pouco, à medida que for lendo o seu texto... Mas não se esqueça de que a opção por manifestar ou simular sua intenção vai depender do objetivo do texto, da sua finalidade e do seu destinatário.

12. Seja claro ao apresentar informações

Uma das principais funções dos textos, sem dúvida alguma, é informar. Ainda quando você recebe informações pelo rádio, ou pela televisão, elas chegam até você em forma de textos. Por isso, se elas não forem atuais, precisas e verdadeiras, os veículos de comunicação podem perder credibilidade e audiência. Isso também vale para quem escreve.

Ao transmitir informações a respeito de um assunto que conhece bem, você pode escrever o texto diretamente, sem fazer nenhum tipo de consulta. Contudo, quando se trata de algo de que não tem pleno conhecimento, você deve recorrer à pesquisa, consultar fontes que apresentem os diversos aspectos que o tema envolve e transmiti-los com clareza.

13. Faça bom uso de outros textos

Sempre que conversamos ou escrevemos, mesmo sem perceber, estamos fazendo uso de outros textos que já lemos ou já ouvimos, porque construímos nossos pontos de vista a partir do contato que temos com outras formas de ver o mesmo tema.

Quando bem usados, especialmente de forma explícita, trechos e citações de autores conhecidos podem dar um maior peso a suas palavras, se precisar, por exemplo, defender um determinado ponto de vista em torno de um tema polêmico. Por isso é sempre bom anotar frases que você leu e chamaram sua atenção, para poder recorrer a elas quando julgar conveniente. Mas lembre-se sempre de citar os nomes de seus autores.

14. Seja coerente

Uma das qualidades imprescindíveis para se ter um bom texto é a coerência. As ideias precisam estar todas muito bem relacionadas, do início ao fim. Só assim você pode garantir que ele terá um bom sentido e será bem-aceito pelos leitores. Por isso esteja sempre atento a tudo o que você escreve, releia várias vezes o seu texto, até mesmo em voz alta, para checar se está sendo coerente ao expor suas ideias, se não está caindo em contradição em nenhum momento.

15. Ligue bem as ideias

Além de apresentar coerência, um texto tem que apresentar coesão, ou seja, todas as partes precisam estar muito bem interligadas. Para estabelecer a relação entre as palavras, escolha preposições que transmitam exatamente o que você quer dizer. Se você escrever: Acabou de ler o relatório, passará a ideia de término, conclusão, mas se escrever: Acabou por ler o relatório, passará a ideia de ter sido levado a ler.

Você também pode recorrer aos pronomes, por exemplo, para relacionar duas frases: Henrique chegará mais tarde. Ele precisou ir ao médico. Ou, ainda, ligá-las com uma conjunção: Henrique chegará mais tarde porque precisou ir ao médico. Já para ligar um parágrafo ao outro, dependendo da ideia que pretende transmitir, você pode utilizar: por isso, em vista do exposto; porque, por causa disso, por esse motivo; contudo, porém, entretanto; quando, logo que, assim que; consequentemente, portanto, assim, logo etc.

E também aqui a leitura em voz alta ajuda a perceber se as ideias estão bem interligadas.

16. Faça com que seu texto seja sempre bem-aceito

Você não precisa ter o domínio de todas as técnicas de escrever para que seu texto tenha boa aceitação de seus leitores, mas sem dúvida precisará estar atento para que ele transmita de forma coerente, coesa e clara a sua mensagem, além, é claro, de estar atento a algumas regras gramaticais.

A CONSTRUÇÃO DO TEXTO

17. Comece por um bom planejamento

Todo texto exige planejamento. Antes de começar a redigir, registre, por frases ou tópicos, as ideias que tem a respeito do assunto. A seguir, delimite o tema. Pense no objetivo de seu texto: qual a finalidade? O que pretende informar? É provável que esteja escrevendo em função de um determinado problema. Anuncie-o. Delimitado o assunto, traçado o objetivo e enunciado o problema, planeje a contextualização, para situar o leitor em relação ao que vai tratar. Tudo o que você preparou até aqui pode ser colocado no item introdução. Prosseguindo, selecione, entre todas as ideias que você inicialmente registrou, as informações que podem atender a seus objetivos e dar conta do problema formulado. Reveja-as: são suficientes? Algumas podem ser eliminadas? Haveria outras a acrescentar? Coloque-as em forma de tópicos no item desenvolvimento. Finalmente, em função de tudo que planejou, pense nas frases que constituirão a conclusão.

18. Recorra a bons argumentos

Quando o objetivo é convencer o leitor, é preciso trabalhar bem os argumentos para que o texto não seja impregnado de “achismos”, que não levam a lugar algum. Recorrer a fatos é um bom recurso para argumentar. Outros recursos que você pode utilizar são os exemplos, os dados estatísticos, as ilustrações (fotos, quadros, figuras), os testemunhos (especialmente de quem tem autoridade sobre o assunto que você está expondo) e os depoimentos que podem confirmar suas declarações.

19. Observe bem as partes de seu texto

Além de todas as características já mencionadas, convém lembrar que o texto é uma unidade temática constituída de introdução, desenvolvimento e conclusão, ainda quando estas partes não vêm nomeadas. Para atingir plenamente seus objetivos e ser bem-aceito por quem o lê, as três partes devem estar intimamente relacionadas e articuladas em função do tema proposto. Na introdução você deve expor sucintamente o tema, os objetivos, a ideia geral do texto e, algumas vezes, o modo (a metodologia) de tratar o assunto. O desenvolvimento é a parte em que as ideias apresentadas genericamente na introdução são desenvolvidas, ou seja, onde você, de fato, faz a explanação do tema, do motivo ou da ideia sugerida inicialmente, só que agora com detalhes, fatos, exemplos, estatísticas, testemunhos e outros aspectos pertinentes. Para a conclusão, você construirá frases que indicam o término, o desfecho do texto.

20. Dê especial atenção aos parágrafos de seu texto

Se você construir bons parágrafos, com certeza construirá bons textos. Um bom jeito é iniciar o parágrafo pela ideia principal. Por exemplo: A população ainda sente insegurança quando se lembra dos acontecimentos que pararam a cidade de São Paulo em maio. Depois desenvolverá esta ideia principal com outras relacionadas ao que você está expondo, terminando-o com uma frase conclusiva formada por palavras que transmitem ideia de encerramento: assim, portanto, por isso, desta forma ou outras semelhantes. Qualquer que seja o modo como você inicia o parágrafo, é preciso desenvolvê-lo dando conta do que foi proposto na introdução, cuidando sempre para que uma frase dê continuidade a outra, para que a ideia principal seja bem explanada. Também é bom evitar parágrafos muito longos, pois podem tornar a leitura cansativa.

21. Articule bem as partes e os parágrafos

O texto todo é uma unidade de sentido em que as partes devem estar bem articuladas. E isso você pode conseguir utilizando algumas expressões que permitem a transição de uma ideia principal a outra, quer seja para os parágrafos do desenvolvimento, quer seja para os parágrafos da conclusão: dessa forma, em razão do exposto, em se tratando deste mesmo assunto, a seguir, a propósito, além disso, aliás, por outro lado, porém, mas, consequentemente, por fim, portanto, em síntese, resumindo...

QUALIDADES GERAIS DO TEXTO

22. Utilize linguagem simples e cortês

Se você estiver escrevendo um relatório, certamente vai se utilizar de termos específicos da sua área. Contudo, se estiver escrevendo um texto para um público que não domina a linguagem técnica da sua área, precisará tomar cuidado não só com as palavras que utiliza mas também com o jeito como escreve. Porque o estilo contribui muito para a aceitabilidade de um texto. Também não é bom tentar convencer ninguém a respeito de suas ideias com uma linguagem arrogante, impositiva. Pode ter certeza de que você atingirá seus objetivos com um estilo mais neutro, menos pessoal, mais cortês.

Um bom jeito de verificar se seu texto será bem-aceito é deixá-lo guardado uns dois dias e depois lê-lo em voz alta. Você mesmo avaliará se a linguagem é adequada ou não. Considere ainda que todo texto polêmico deveria permanecer descansando pelo menos uma noite antes de ser enviado a seu destinatário.

23. Observe se a linguagem está adequada à situação

Assim como a linguagem oral, a linguagem escrita admite variações em função do destinatário, do ambiente e da finalidade do texto. A redação do e-mail para os amigos não é a mesma do trabalho acadêmico; o texto jornalístico não tem o mesmo tom do informe publicitário; o manual de instrução não segue o padrão linguístico do artigo científico; o tom da carta do diretor de banco para a namorada não é o mesmo da carta que envia para os clientes; o texto do aluno não traz as abreviações que utiliza com os amigos internautas; o bilhete que a mãe deixa para a filha é diferente do que escreve para os pais de alunos da escola onde é coordenadora.

Este é um detalhe que você deve observar quando escreve: utilizar uma linguagem mais descontraída nas situações informais; perseguir um estilo mais formal quando a situação assim o exigir.

24. Por fim, preocupe-se com a correção gramatical

Como o que escrevemos revela quem somos, é uma forma de o leitor compor uma imagem a nosso respeito, torna-se muito importante observarmos algumas normas gramaticais para que a mensagem seja bem-aceita por todos. Isso não significa que elas ditarão o que devemos ou não devemos escrever, que limitarão nossa expressividade, mas sim que ajudarão a melhorar a qualidade de nossa redação.

Por isso, antes de enviar seu texto ao destinatário, leia-o atentamente. As palavras foram bem utilizadas? A pontuação está correta, não está dando margem a ambiguidades? Foram respeitadas as regras de regência, de concordância, de colocação pronominal? – Não custa verificar em uma gramática os aspectos que ainda lhe causam dúvidas.

A propósito, não confie cegamente no corretor ortográfico e no corretor gramatical do seu computador. Ele vai apontar, por exemplo, que a grafia "insipiente" está correta. Mas se você escrever a seu chefe que, "apesar de insipiente, ele pode confiar no seu projeto", vai correr um grande risco. Porque você estará passando a ele a ideia de algo insensato, feito sem cautela, de forma imprudente. Se realmente queria escrever que seu projeto está no começo, deveria escrever "incipiente". Como você vê, a simples grafia, neste caso, faz uma grande diferença! Assim como escrever bem pode fazer uma grande diferença na sua vida pessoal e profissional.

Edna Maria Barian Perrotti é doutora em lingüística aplicada, professora de leitura e redação em cursos de graduação e pós-graduação, consultora em língua portuguesa e autora do livro Superdicas para escrever bem diferentes tipos de texto, Editora Saraiva.
Fonte: http://www.vencer.com.br
Outros artigos e dicas:
23/05/2018
No dia 16 de junho acontecerá em Curitiba um evento que poderá mudar sua vida, confira!
31/03/2018
Muita gente pensa que a Orientação Profissional (OP) só serve para os jovens em fase de escolha profissional, mas não é bem assim...
19/03/2018
Este curso acontece desde 2006, tendo capacitado centenas de profissionais de todo o Brasil. Confira depoimentos e Cadastro de Orientadores no site.
29/01/2018
Muitos acreditam que a vida profissional começa quando começamos a trabalhar... ou quando terminamos um curso superior... será mesmo?
12/03/2017
Vídeo sobre a diferença entre carreira e profissão
05/01/2017
Um estudo sobre a importância de pensar sua escolha profissional para evitar arrependimentos no futuro.
05/01/2017
Talvez seja a hora para você repensar sua atuação profissional. Identifique suas principais competências e aptidões e considere a possibilidade de investir tempo, energia e recursos em uma atividade autônoma.
08/09/2016
É preciso discernimento para identificar o que nos faz mal e coragem para eliminar tais fatores de nossas vidas.
02/09/2016
Você utiliza o tempo do trabalho para assuntos pessoais ou redes sociais? Cuidado!
01/09/2016
Está com dificuldade para escolher uma profissão? Confira estas dicas!
01/07/2016
Um momento a mais de coragem. Cinco minutos a mais de perseverança. Uma pitada de autoconfiança. São esses os ingredientes que fazem a diferença.
05/06/2016
Como evitar essa situação?
Por Gilvanise Gulicz Vial*
11/05/2016
É possível usar música, exercícios físicos e até óculos escuros para ativar memórias ou estabelecer um sistema que faça você mais feliz
12/02/2016
Mais de 20 palestras em 7 dias de congresso online gratuito.
21/01/2016
Em 2016 os atendimentos serão em São José dos Campos/SP.
20/01/2016
Ana Guedes, Coach e Consultora de Carreiras, responde dúvidas sobre currículo, Linkedin e processos seletivos.
24/11/2015
O Portal Vocacional quer saber se você conhece realmente as profissões, pois muitas não são o que parecem!
05/11/2015
É normal ter alguns hábitos ruins de vez em quando, mas se algum deles faz parte de seu cotidiano, saiba que ele pode custar seu emprego.
05/11/2015
De que maneira você está aproveitando seus dias de folga?
03/09/2015
No dia 3 de outubro acontecerá evento destinado a profissionais que atuam ou querem atuar com OP e profissionais autônomos - ou estudantes - que querem alavancar sua carreira.
29/06/2015
O ditado popular “falar é prata, ouvir é ouro” também faz bastante sentido no ambiente profissional.
09/06/2015
Atitude imprescindível para atingir objetivos: você a tem?
02/06/2015
“Não importa o que nós ainda temos a esperar da vida, mas sim o que a vida espera de nós.” (Viktor Frankl)
21/04/2015
"Todo homem é um herói e um oráculo para alguém." (Ralph Waldo Emerson)
31/03/2015
Existem alguns hábitos que podem muito mais atrapalhar do que ajudar no momento de estudar.
28/02/2015
Silêncio: às vezes, uma frase mal colocada pode acabar com as suas chances.
27/01/2015
Participação da psicóloga Gilvanise Vial, proprietária do Portal Vocacional, no Programa Vocação, da UFPR TV
26/01/2015
Centenas de profissionais de todo o Brasil estão capacitados para lhe ajudar. Conheça cada um deles.
26/01/2015
Já pensou que se houver algum pensamento distorcido que está embasando seu projeto, há grandes chances de você não ter sucesso nessa empreitada? Por Josilayne Zany*
25/01/2015
Oito em cada dez empregadores usam as ferramentas virtuais para contratar funcionários
01/12/2014
De 09 a 16 de dezembro, online e gratuito.
01/12/2014
Online e gratuito - 8 a 14 de dezembro - Reúne especialistas para ajudar você na escolha da sua profissão
16/09/2014
Totalmente online e gratuito, de 22 a 28 de setembro, mais de 40 palestrantes, confira!
01/09/2014
Ensino de qualidade, aliado a custo zero, para alunos que buscam se preparar para o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), alunos da rede pública e para quem almeja o certificado de conclusão do Ensino Médio.
06/08/2014
Confira alguns vídeos sobre orientação profissional e outros temas
27/07/2014
Um evento para os vestibulandos de hoje, universitários de amanhã.
21/07/2014
Fazer um curso superior sempre foi um sonho da nonagenária, mas ela só decidiu entrar para a faculdade após a morte do marido, que era bastante ciumento e não aprovava a ideia.
07/07/2014
Confira os mitos sobre vocação profissional em que muita gente ainda acredita.
22/05/2014
Cursos online se tornaram uma boa opção para quem tem pouco tempo, mas que não pode deixar de se atualizar.
15/04/2014
Dirigido à profissionais ligados ao ensino, clínica, gestão de pessoas, RH, interessados em atuar com orientação profissional e planejamento de carreira.
14/04/2014
O choro sem razão e a perda de interesse nas atividades cotidianas são citados pela maioria como as principais características da depressão.
(Caso necessite, consulte o Cadastro de Orientadores do site www.portalvocacional.com.br e encontre um profissional apto a ajudar-lhe)
14/04/2014
Para onde vamos, o que queremos, será que vai dar certo? Confira 7 textos inspiradores sobre este tema.
16/03/2014
Por que anunciar no Facebook? O universo de 83 milhões de usuários da plataforma — ou seja, 41% da população brasileira — permite encontrar quem importa para você.
05/03/2014
Para atingir seus objetivos, inicialmente, não são necessários grandes empreendimentos. Mas é preciso que você identifique o ponto de partida.
09/01/2014
( ) Excelente ( ) Bom ( ) Regular ( ) Péssimo
08/01/2014
Que tal começar o ano pensando e agindo não em prol de um novo emprego, mas de uma nova carreira?
04/12/2013
Satisfação profissional é algo perfeitamente possível. Mas talvez você precise repensar alguns pontos e efetuar algumas mudanças para atingi-la.
12/11/2013
Um sujeito derrotista, ou que se sinta assim, terá a tendência sistemática de adotar atitudes derrotistas.
12/11/2013
Acreditar em si mesmo facilita o crescimento pessoal e também no trabalho, mas é importante tomar cuidado com excesso.
08/10/2013
Psicóloga dá dicas de como manter os nervos controlados.
08/10/2013
Saiba o que fazer para eliminar a tensão que pode comprometer o seu desempenho.
06/10/2013
A receita para entrar numa boa faculdade é apenas uma: ter uma vida regrada e passar várias horas do dia estudando o conteúdo exigido pelo vestibular.
17/09/2013
A revista Exame selecionou algumas das perguntas feitas pelas empresas consideradas as que possuem os processos de seleção mais difíceis; confira.
31/08/2013
Evento gratuito, realizado pela Escola de Negócios da Universidade Positivo - Curitiba/Pr e coordenado e idealizado pelo curso de Administração
16/08/2013
A linguagem corporal afeta a maneira como os outros nos vêem, mas também pode mudar a maneira como nos vemos.
07/08/2013
Construir o equilíbrio das intenções com as condições é prioritário, sempre lembrando que o equilíbrio precisa ser em movimento.
02/08/2013
Quer saber como o LinkedIn pode ajudar você no seu futuro profissional? Confira o guia da rede social para estagiários e aprenda como usá-la para o seu benefício
29/07/2013
Excelente vídeo para refletirmos sobre a profissão que estamos exercendo e a importância de fazermos algo com paixão para nos realizarmos pessoal e profissionalmente.
01/07/2013
12 boas dicas para ajudar na escolha da profissão
28/06/2013
Conheça 4 sinais de alerta sobre insatisfação profissional
28/06/2013
Não gosta do seu emprego? Conheça cinco estratégias para lidar com a insatisfação
21/05/2013
Nesta quarta, dia 22: Palestra gratuita: evento aberto ao público, não necessita inscrição.
29/04/2013
Estágios são uma ótima forma de conseguir experiência enquanto você está na faculdade.
26/04/2013
As inscrições para início dos estudos em 2014 vão até setembro e podem ser feitas pelo site de entidade vinculada à Harvard.
23/04/2013
Descubra como evitar decepcionar-se com o curso.
20/04/2013
Conheça as características de um worklover
18/04/2013
Acredite, você tem um.
17/04/2013
O que fazer quando a chama profissional se apaga?
17/04/2013
Escolher uma profissão não é tarefa das mais fáceis e, normalmente, é a primeira grande decisão que você vai tomar na sua vida.
09/04/2013
Após 4 anos tentando o vestibular, ela passou em Medicina. Mas, com o passar dos anos, descobriu que não era o que queria... Um depoimento emocionante sobre um redirecionamento de carreira.
09/04/2013
Conheça as orientações do educador e conferencista Tom Coelho para enfrentar e superar fases difíceis
19/03/2013
Na hora de decidir, muitos jovens ainda têm dúvidas.
19/03/2013
Qualidade de vida é um dos principais fatores a se levar em conta na hora de (re)escolher uma carreira.
19/03/2013
Confira as dicas e orientações do educador e conferencista Tom Coelho sobre o tema.
01/03/2013
Reflexão do educador Tom Coelho sobre o tema.
26/02/2013
O que entorpece e definha o profissional é sua estagnação.
25/02/2013
Entenda como o fato de aceitar as mudanças é pré-requisito para a escolha da profissão.
25/02/2013
Normalmente, ano de vestibular é bastante diferente para os adolescentes.
25/02/2013
Entender que as escolhas fazem parte do dia a dia é fundamental para desenvolver a autonomia.
25/02/2013
Descubra como reverter a situação.
25/02/2013
A Universidade Estadual Paulista (UNESP) disponibiliza downloads, confira.
24/02/2013
Todo mundo tem que passar pela difícil escolha: qual vai ser minha profissão? Psicólogas dão dicas para aliviar a ansiedade desta fase.
24/02/2013
Conheça os sites de maior destaque com informações sobre vestibular, profissões, cursos, instituições de ensino.... é o Portal Vocacional facilitando a sua vida e fazendo o possível para que você mantenha-se "antenado".
24/02/2013
Conheça dicas que vão te ajudar neste momento de dúvida.
23/02/2013
Estudantes começam a estagiar no ensino médio e ganham experiência profissional e maturidade
22/02/2013
Boa parte dos estudantes brasileiros que termina o ensino médio passa por momentos de grande indecisão, pois precisa escolher qual carreira seguir. Um teste vocacional pode ajudar? O resultado é garantido?
21/02/2013
Entenda como um profissional pode lhe ajudar nesta decisão tão importante.
20/02/2013
O "Portal Domínio Público", lançado em novembro de 2004 (com um acervo inicial de 500 obras), propõe o compartilhamento de conhecimentos de forma equânime, colocando à disposição de todos os usuários da rede mundial de computadores - Internet - uma biblioteca virtual que deverá se constituir em referência para professores, alunos, pesquisadores e para a população em geral.
20/02/2013
"Superdicas para escrever bem diferentes tipos de texto" é o nome do terceiro livro da série Superdicas, da Editora Saraiva.
20/02/2013
Segundo especialistas, a orientação vocacional vai além de um simples questionário e todos os estudantes deveriam buscar orientação antes da escolha da carreira.
19/02/2013
As dúvidas atormentam os filhos e atormentam da mesma forma a vida dos pais, que muitas vezes não sabem como guiá-los nessa escolha.
19/02/2013
Passar no vestibular é apenas o primeiro passo para o começo de uma longa jornada rumo ao mercado de trabalho.
18/02/2013
Psicólogos abandonam a ideia de “vocação”.
18/02/2013
Conheça a trajetória do ex-office-boy Severino Felix da Silva, que hoje fatura milhões na web com o portal de educação Escola 24 Horas
18/02/2013
A rapidez com que as novas exigências do mercado se instalam é impressionante e mais do que nunca precisamos estar atentos.
18/02/2013
A Orientação Profissional (OP) é um processo que tem por objetivo auxiliar o jovem a direcionar sua vida em termos profissionais.
13/02/2013
Elson da Silva saiu do interior da Bahia, rumo a São Paulo, aos 13 anos de idade, sem nada no bolso. Hoje, aos 42, é dono de três restaurantes bem-sucedidos.
13/02/2013
Ânimo! Segundo os especialistas, todos podem aprender. Basta descobrir quais são as técnicas mais apropriadas à sua personalidade e... mãos à obra!
12/02/2013
Essa é uma dúvida comum para muitos jovens que estão indecisos na hora de escolher a profissão.
12/02/2013
Não demora muito e o vestibular esta aí. Mas falta escolher o curso...
12/02/2013
É longo o caminho para se escrever bem, mas há um conjunto de regrinhas simples que ajudam a errar menos nessa importante atividade do vestibular.
11/02/2013
Prepare-se para ter um bom resultado em dia de prova.
11/02/2013
Conheça os segredos de quem chegou na frente nos principais vestibulares do país.
07/02/2013
Descubra como preparar-se melhor para o dia tão esperado!
06/02/2013
O especialista em orientação vocacional Silvio Bock diz que escolher a profissão é “definir um projeto de vida”.
05/02/2013
Saber organizar bem o tempo e o conteúdo a ser estudado é fundamental para o candidato se dar bem no vestibular.
04/02/2013
Na escolha de uma carreira, habilidades e personalidade não são os únicos fatores que devem ser considerados.
04/02/2013
Avalie se você sabe controlar suas emoções.
01/02/2013
O que fazer para manter a calma?
01/02/2013
Calouros apontam maturidade e um vestibular que investe pouco na decoreba como fatores que os ajudaram a conseguir a vaga na UFPR sem a ajuda de um pré-vestibular .
01/02/2013
Saiba como fazer para viver uma experiência diferente ou para ganhar um dinheirinho extra.
01/02/2013
Com tanta matéria para estudar, inscrições para fazer e o Enem batendo na porta, às vezes fica difícil controlar a ansiedade.
01/02/2013
A acirrada competição entre os estudantes durante o processo seletivo é um dos fatores que causam ansiedade.
O portal nas redes sociais:
Receba nossas novidades
Agência Eureka! - Agência de Publicidade e Propaganda em Curitiba
Por favor, preencha os dados abaixo para fazer a indicação: